Criador Nextel

Para CRIAR com consciência, responsabilidade e AMOR, não há como fazer isso a distância: é preciso MORAR junto com os cães, estar com eles o MAIOR tempo possível, gostar de estar junto com eles, dividir os bons e maus momentos com eles, e não 1 vez por semana ir visitá-los! O trabalho de criação extrapola o âmbito administrativo (comprar remédios, ração). Este sim pode até ser terceirizado, mas o trabalho de criar (ajudar nos partos, acompanhar um adulto/filhote doente e dar-lhe, além de remédio, AMOR), de sentir as necessidades de sua prole, dos cães que possui, é tarefa ímpar, que não pode ser delegada.

Caseiros e tratadores, pessoas pelas quais tenho o maior respeito, diga-se de passagem, infelizmente não conseguem entender a responsabilidade que um CRIADOR responsável tem que assumir ao criar uma raça pura. O criador responsável é determinante no futuro da raça, da preservação da tipicidade, e pelo bem estar de seus cães.

Somente para ilustrar citarei um caso recente que ocorreu nos EUA: após a popularização dos testes de DNA, descobriu-se que muitos dos criadores registravam ninhadas, que tinham na verdade pais e mães diferentes dos ora registrados em pedigree, e em muitos casos o filhote ora registrado como filho de “A” e “B” sequer era filho destes e sim filho, de sabe-se lá, talvez “C” com “X”...

Má fé do criador? Entendo e acredito que muitas vezes não, mas com certeza negligência é irresponsabilidade sim, pois não há como acreditar que é possível criar via “NEXTEL”. Uma criação séria é sempre feita sob os olhos do criador. Consulte os grandes criadores de raça internacionais, veja quantos moram em apartamentos luxuosos nas grandes cidades e tem seu canil a quilômetros de distância! Todo criador sério acompanha o crescimento dos filhotes no dia a dia, percebendo alterações tanto físicas quanto de temperamento nos mesmos, e aí fica a pergunta: Como fazer isso criando à distância? Delegando essas tarefas a pessoas que não tem o senso e a responsabilidade de entender que ali são criados cães de raça pura e não galinhas ou porcos?

Muitos indivíduos se arrogam “criadores” sem sequer nunca terem feito um parto apenas, só indo ao canil nos finais de semana, ou seja, duas ou três vezes ao mês, deixando TUDO a cargo dos empregados.

Alguém que SÓ FAZ o papel de "manager" de um canil, vendendo filhotes, comprando ração, pode ser chamado de CRIADOR?????

Acima citei apenas um dos exemplos das mazelas que criadores que criam à distância, os quais eu apelidei de "NEXTEL BREEDERS".

Logo, acho que todo mundo já entendeu o fim da história: quem compra filhote de canil tipo “NEXTEL” pode estar comprando gato por lebre. Sequer o filhote dito como filho de “fulano” cão super campeão disso e daquilo pode ser filho do mesmo, e sim de outro, que no descuido (comum) do tratador deixou que a cadela “X” se encontrasse pelos passeadores do canil com os machos “Y, “Z”... e às vezes o “W”... e o “X” também, isso sem levar em conta a malandragem que pode existir. Tem canil que só tem ninhada de cadela e macho hiper super campeão e existe cão que até morto continua fertilizando cadelas.

Concluindo:

Para ser CRIADOR é preciso AMAR os cães. Sem AMOR E DEDICAÇÃO nada feito, e eu não acredito em quem diz que ama e cria por TELEFONE, seja esse da NEXTEL, da VIVO, da TIM,  da Claro, da Oi... ou de que operadora preferir, isso para mim é impossível, tanto no âmbito lógico (de idéias), como no prático, e no emocional então não vejo a graça que teria criar SEM PARTICIPAR!

O "NEXTEL BREEDER" passa noites sem dormir? Chora quando um filhote morre? Sai de madrugadas de seu elegante apê para acompanhar uma matriz a uma cesárea? Deixa de ir a uma festa porque um cão esta doente?

SER CRIADOR é muito mais do que muitos pensam. Ser CRIADOR é ver a ninhada nascer, (ter esse IMENSO prazer) é ouvir o primeiro chorinho, ver os buchinhos se encherem na primeira mamada, cortar o umbigo dos bebês, passar Povidine, colocar eles para dar a 1º mamada, às vezes ensiná-los a mamar, oferecendo o dedinho para eles praticarem. É estimular os filhotes a fazer xixi e cocô quando a mãe está sedada da anestesia, chupar um narizinho na hora do parto se ele está congestionado e ISSO tudo com o MAIOR PRAZER: isso é para quem AMA CRIAR, é um prazer! Um PRAZER sem igual!

Roberto Rodrigues Junior - "CRIADOR" da raça Retriever do Labrador.

"NEXTEL”, 'VIVO", "TIM", "CLARO" e "OI" são marcas registradas de sistema de telefonia via rádio e móvel, muito úteis e eficazes para muitos tipos de negócio, mas certamente não são a forma mais correta/ético de um criador responsável e comprometido com a preservação de uma raça manejar seu canil.

Extraído do site www.blacklab.com.br