O Bom Criador

Atualmente existem muitas pessoas se intitulando criadoras de cães ou gatos, embora sem ter consciência de que, para ser verdade, precisam ter um profundo respeito pelos animais que criam, que esperam criar e pelas pessoas que receberão os filhotes de sua criação.

Antes de iniciar a criação deverá adquirir conhecimentos sobre a raça escolhida, dispor de tempo e condições financeiras para investir no que considerar de interesse e importância para o aperfeiçoamento de sua criação. A responsabilidade e o senso de continuidade diferem um verdadeiro criador de um "fabricante" de filhotes.

O criador é um artista, movido pelo desejo nato de chegar à perfeição. O "fabricante de filhotes" só visa os lucros que serão obtidos com a venda, não se importando com o que possa ocorrer depois de entregar a "mercadoria".

O verdadeiro criador é um elo de união entre o passado e o futuro. Como ele sabe que o adquirente de hoje poderá vir a ser o criador de amanhã, ele procura transmitir as idéias e valores que o tornaram conceituado. O criador renomado só entrega o animal depois de assegurar-se de que o adquirente e o animal combinam. Este exame e seleção dão certeza de que não estará contribuindo para o aumento de cães e gatos abandonados.

O verdadeiro criador embora tenha despesas para oferecer os melhores cuidados para os filhotes, jamais se desfará de um animal sem assegurar-se de que ele estará tão bem ou melhor do que com ele.

Mesmo depois da entrega manterá o melhor interesse em ver o desenvolvimento do animal, sua procriação, enfim a continuidade da obra deste artista que com muito amor se dedica a criar animais.

Vininha F. Carvalho
Vice presidente da Liga de Prevenção a Crueldade Contra o Animal

Extraído do site www.blacklab.com.br