Primeiros Socorros

O que fazer se você for picado por uma abelha, ou cortou a sua pata no meio de um feriado? Primeiramente, se tiver dúvidas diga ao seu dono para ligar para o seu veterinário para se informar e, se a situação for séria, a melhor coisa é ir para uma clínica. Tenha sempre à mão o telefone do seu veterinário e de uma clínica 24 horas, caso um acidente ocorra fora do horário de expediente normal. Entretanto, seu dono pode fazer os primeiros socorros em você, por isso vou falar diretamente com ele, mas você também tem que se informar.

Ferimentos na pata:

Lave o ferimento com uma solução salina. Não deixe o animal lambê-lo excessivamente, conservando o ferimento limpo e seco. Peça auxílio ao veterinário se o ferimento parecer infectado ou o animal demonstrar sinais de abatimento. 

Mordidas de cobra:

Podem ser comuns nos meses quentes e em áreas campestres. Geralmente, marcas de dentes indicam que o animal foi mordido por uma cobra. A área ao redor da mordida incha rapidamente. Carregue o animal ou ande com ele devagar até o mais próximo veículo para transportá-lo. Procure o veterinário imediatamente!

Pequenos cortes e arranhões:

Lave o ferimento com uma solução salina. Não deixe o animal lambê-lo excessivamente, conservando o ferimento limpo e seco.
 

Cortes profundos e sangramento:

Não mexa no ferimento. Faça um curativo ou uma bandagem. Se houver excessivo sangramento, faça um curativo reforçado e com pouco de pressão para tentar estancar o sangramento mas não mexa na ferida (veja Técnicas de emergência mais abaixo). Cuidados imediatos são necessários. Vá ao veterinário imediatamente!

Picadas:

Retire o ferrão se possível. Lave o ferimento com uma solução salina. Bicarbonato de sódio pode ser aplicado nas picadas de abelha ou vinagre nas picadas de vespa para reduzir os efeitos da ferroada. Avise o veterinário.

Abdomem inchado

Esta condição ocorre em cães quando seu estômago fica subitamente cheio de gases. O abdomem fica inchado e o cão angustiado.
É uma emergencia séria! Não protele o atendimento. Avise imediatamente o veterinário e prepare-se para uma possível intervenção cirúrgica.

Ossos quebrados e luxações

O animal manca repentina e intensamente. Há uma posição anormal dos membros. Pode ou não haver inchação. O animal demonstra dor ao mover-se e tenta não usar o membro afetado. São sinais de uma fratura. É importante manter o animal quieto e descansando para evitar maiores danos. Não tente reposicionar o membro afetado. Vá ao veterinário imediatamente! (Ver Técnicas de emergênciamais mais abaixo)

Queimaduras

Lave imediatamente a área afetada com água fria pelo menos por 5 minutos. Não aplique nenhum creme ou emplasto. Não corte os pêlos. Não arrebente nenhuma bolha. Vá ao veterinário imediatamente!

Choque

É preciso dois humanos para cuidar de nós:

Objeto estranho desconhecido:

 

Engasgamento:
Não use pinças ou alicate para tentar remover o objeto pois isto pode aprofundá-lo na nossa garganta. Ao invés, coloque seu dedo na base do maxilar do animal, pressionando para dentro e para cima para expelir o objeto. Se em poucos minutos isso não surgir efeito, vá ao veterinário imediatamente!

Pêlo contaminado ou sujo:

O animal aparece com óleo, graxa ou alguma substância desconhecida em seu pêlo ou patas. Devido a natureza e sensibilidade dos gatos e cães isto pode ser extremamente perigoso e tóxico se ingerido. Não deixe o animal lamber a área afetada. Lave a área com água e detergente suave, enxaguando com água corrente. Óleo vegetal ou manteiga podem ser úteis para remover o alcatrão. Procure o veterinário se houver grande contaminação ou se estiver preocupado.

Afogamento

Não corra riscos. Se possível retire o animal da água. Suspenda-o pelas patas traseiras para permitir que a água saia dos pulmões. Um movimento oscilante pode ajudar na respiração. Se o animal não retorna a respiração naturalmente, a ressuscitação deve ser aplicada (veja as Técnicas de emergência mais abaixo).Seque o animal e cubra-o para conservá-lo aquecido. Procure o veterinário imediatamente!

Choque elétrico

Choque de baixa voltagem (residencial):
Somente toque no animal após desligar a energia elétrica. Se o animal estiver inconsciente, verifique se ele respira. Se não respirar inicie a ressuscitação (veja as Técnicas de emergência mais abaixo). Faça os primeiros socorros dos ferimentos ou queimaduras. Leve-o ao veterinário imediatamente!

Choque de alta voltagem (linhas de alta-tensão):
Não se aproxime ou nem tente resgatar o animal se ele estiver a menos de 20 metros da fonte de alta-tensão (eu sei que a sua vontade será de resgatá-lo logo, mas se você for poderá sofrer um choque também, e não queremos que você também se machuque, certo?!). Chame a polícia ou os bombeiros. Mantenha os curiosos afastados. Quando você for avisado que é seguro fazê-lo, faça ressuscitação no animal. Faça os primeiros socorros dos ferimentos ou queimaduras. Leve-o ao veterinário imediatamente!

Tecnicas de emergência 

A. Respiração:
Verifique se o animal respira OBSERVANDO e OUVINDO.
 

B. Checar vias respiratórias:
Puxe a língua para fora e, se necessário, remova a lama, fragmentos ou qualquer outra obstrução.

C. Ressuscitaçao:

Se o animal não retorna naturamente a respiração:
Ouça as batidas do coração. Coloque o animal de lado e aplique pressão intermitente no seu peito.



Se ainda não houver resultados:
Puxe a cabeça para frente e estenda o pescoço para esticá-lo. Feche a boca. Sopre fortemente pelo nariz para encher o peito até que o animal dê um suspiro.

Transportando um animal ferido

O objetivo é transportar o animal ferido com o mínimo de desconforto para evitar que os ferimentos aumentem.

Se o cão puder andar:
Faça-o andar devagar até o veículo e com cuidado ajude-o a entrar.

 Para gatos e cães que não podem andar bem:
Pequenos cães e gatos podem ser levantados com cuidado como mostrado na figura A.
Tenha cuidado para não obstruir os movimentos respiratórios.

Cães médios podem ser levantados como mostra a figura B.

 Cães grandes devem ser sempre levantados como mostra a figura C.

 

 Ferimentos no olho

Olho está para fora ou saiu de sua posição:
Não tente repô-lo ou aplicar alguma pressão no olho. Aplique cuidadosamente uma compressa úmida e fria e mantenha-a molhada. Leve-o ao veterinário imediatamente!

Objetos perfurando no olho:
Não toque se o objeto está saindo de dentro do olho. Não tente removê-lo. Não deixe o animal friccionar o olho. Leve-o ao veterinário imediatamente!

Irritação no olho ou objetos na superfície:
Evite que o animal friccione o olho. Lave com bastante água morna. Não friccione a superfície do olho. Tente identificar a natureza da irritação. Leve o animal ao veterinário imediatamente! Leve uma amostra da substância irritante se for possível.

Extraído do site www.caniltileleza.com.br